• Cultura e Opulência do Brasil por suas Drogas e Minas

Inúmeros críticos classificam Cultura e opulência do Brasil como “a primeira história econômica do Brasil”. De fato, Antonil (Lucca, Toscana, 1649 – Salvador, 1716) mostra como funcionavam os engenhos de açúcar, a vida dos colonizadores, o cultivo e o tratamento do tabaco, seu fabrico e até o modo de usar, além de explanar sobre as descobertas do ouro em Minas Gerais. Conclui o autor com uma exposição sobre a criação de gado nos campos do Brasil. Prefaciada por Afonso d’Escragnolle Taunay, este volume apresenta ainda vocábulos e expressões usados por Antonil e registrados por A. P. Canabrava. Publicado em 1711, o livro de Antonil provocou a censura do rei, receoso de que outros povos viessem a cobiçar as riquezas da América lusitana. A obra, que ficou quase desaparecida e passou dois séculos com a pouco esclarecedora rubrica “Um Anônimo Toscano”, teve sua autoria enfim estabelecida por Capistrano de Abreu. A leitura de Cultura e opulência do Brasil é fundamental para compreender a vida econômica na colônia portuguesa na América. 





Cultura e Opulência do Brasil por suas Drogas e Minas

André João Antonil

  • R$ 12,00

  • Sem impostos: R$ 12,00

Compartilhar:

Livraria
Páginas 282
Processor
Autor André João Antonil
Ano 2011