Produtos por marca Conselho Editorial - CEDIT
Modelo: Livro
Disponibilidade: Em estoque
R$35,00

As origens do nacionalismo político brasileiro, os resquícios patriarcais do colonialismo e as influências europeias. Essas e outras questões tangentes ao projeto de nação idealizado por aqueles responsáveis pela fundação do País estão presentes no lançamento deste mês: Instituições políticas brasileiras (vol. 259), do historiador, jurista, sociólogo e membro da Academia Brasileira de Letras Francisco José de Oliveira Viana.

Sua vasta produção bibliográfica, nos campos da sociologia, ciência política, direito social e trabalhista, etnologia brasileira e história do Brasil, sempre mostrou cuidado na interpretação crítica da realidade brasileira, expondo as dificuldades das instituições políticas em traduzir os anseios populares. Para o autor, o liberalismo não era possível de ser aplicado no Brasil por acentuar ainda mais as desigualdades, promovendo a descentralização política e a desagregação da coesão nacional. Um Estado centralizador, intervencionista e autoritário seria a solução.

Na obra, Oliveira Viana aprofunda seus estudos sobre o nacionalismo político, tais como: as estruturas do Estado, a questão das liberdades individuais e a metodologia do direito público. Temas como cultura, comportamento e tecnologia dão o tom do autor sob sua ótica conservadora da sociedade e do sistema político. Viana estuda de forma ampla o espírito não solidário e disperso da sociedade brasileira, trazido pelo liberalismo europeu, prejudicial à coesão e consolidação de uma identidade nacional.

Instituições políticas brasileiras é uma oportunidade para conhecer um dos teóricos mais importantes do pensamento conservador, importante para a consolidação do chamado pensamento “autoritário constitucional” no Brasil.  Além de um minucioso índice onomástico ao final, o volume contém um alentado estudo introdutório sobre o autor, realizado pelo filósofo e historiador Antonio Paim.

 

 


Livro
Ano de edição 2019
Autor Oliveira Viana
Editor Conselho Editorial do Senado Federal - CEDIT
Quantidade de páginas 584 p.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
Imagem antispam